segunda-feira, 15 de setembro de 2014

Alvi - Convite


Bombeiros - Convite


Acabou a fraude e os mentirosos serão desmascarados


Na semana passada ocupamos este mesmo espaço para novamente escrever sobre a Quimioterapia (Realidade do deputado mentiroso desde 23 de agosto de 2013). Hoje voltamos ao assunto para mais esclarecimentos verdadeiros feitos para acabar com os rumores de possível inauguração politiqueira, que o prefeito não foi capaz de desmentir, talvez para não afrontar seus correligionários. A administradora Zélia Ignaczuk Zeitamer ontem por telefone nos reportou a realidade. A visita da Vigilância Sanitária prevista para o dia 10, não veio, e só virá quando todas as instalações estiverem completas. Equipamentos, equipe, materiais e mobiliário. Zélia esclareceu ainda que esteve em Florianópolis pessoalmente e acompanhada do Secretário da Saúde e de uma funcionária da Clínica Oncológica. Zélia afirmou ainda que pediu numa vistoria prévia e que foi informada que isto não existe. Só depois de tudo concluído. Que também alguns móveis e outros equipamentos que não estavam previstos terão que ser comprados pela Prefeitura que deverá lançar carta convite nos próximos dias, para depois adquiri-los e providenciar a instalação. Sobre a questão de abrigar as pessoas que virão de outras cidades, questionamento feito porEvolução em edição anterior, Zélia disse que isto não está previsto e que não é obrigação do Hospital. Que o mesmo possui só três cadeiras na sala de espera e que irão providenciar uma adequação no espaço para abrigar mais pacientes. Então tudo que Evolução tem cobrado, denunciado e noticiado é verdadeiro. As mentiras ficam por conta do deputado pinóquio e sua entourage, ou melhor bando de puxa-sacos. Virão novos problemas e os pacientes precisarão ter uma casa de apoio, principalmente aqueles que vierem de outros municípios e também os nossos vizinhos, caso contrário só estaremos mudando o endereço e o sofrimento será o mesmo. São Bento do Sul, infelizmente ainda não é a Suíça Jaraguá do Sul, onde um só empresário pôs a mão no bolso e doou duas UTI’s  de uma só vez. Também uma casa de passagem com cozinha e alguns leitos é mantida por empresários para atender os pacientes da Quimioterapia. Deixá-los sentados no meio-fio e ao relento com as consequências do tratamento recebido é desumano.

domingo, 14 de setembro de 2014

DESCULPE, EU NÃO TENHO WHATSAPP



Aconteceu num shopping, no final de tarde de um sábado recente. Eu bebia calmamente uma garrafa de água com gás, depois de andar várias quadras, naquela tentativa de melhorar a saúde. O lugar estava repleto de gente de todos os tipos. Num dado momento, olhei para a praça de alimentação lotada e percebi que quase todos digitavam textos no celular. Comiam sem olhar, bebiam por instinto, os dedos em forma de garras digitando sem parar. Dai olhei para um canto, depois para o outro, em cada ponta surgia uma moça perdida no mundo cibernético, andavam e digitavam ao mesmo tempo. Nunca fui bom nas leis da física, sequer sei fazer contas, mas era evidente que se nenhuma das duas olhasse para frente, a trombada seria inevitável. Foi exatamente o que aconteceu. Uma das garotas caiu no chão e a outra só não teve o mesmo destino porque conseguiu se amparar numa pilastra. Os celulares voaram no chão e a única preocupação das duas garotas era com o aparelho. Várias pessoas em volta começaram a filmar a cena e tirar fotos da garota que caiu. Fiquei bastante irritado com o acontecido, mas não surpreso, já vi gente filmando acidentes graves. Eu não tenho wathsapp e quando confesso este meu pecado, as pessoas me olham como se eu fosse um ser primitivo, o homem das cavernas que fala. Até tentei usar o dispositivo, mas simplesmente não consegui.  Comprei um aparelho de primeira geração e com tantas funções que me perdi. Está jogado numa gaveta qualquer, não consigo encará-lo sem pânico e chego à conclusão que pilotar um avião não deve ser mais difícil. Que saudades dos bons tempos do email. Eu pertencia a um grupo e por lá trocávamos correspondências, falávamos de tudo, surgiu uma amizade muito grande, que durou mais de dez anos, embora a distância. Eu tento acompanhar a modernidade, hoje tenho Facebook, que me toma muito tempo, mas sempre estou por lá falando com os amigos, que são mais de mil, embora pessoalmente conheça no máximo vinte. Já não é o suficiente?  Ontem pedi pra minha mãe uma foto antiga e ela me disse que me enviaria pelo “waths”! Até dona Dalva tem wathsapp, ela que é dos tempos em que se esperava o carteiro no portão trazendo cartas, o que só acontecia poucas vezes no ano. O que mais me surpreende nessa moçada do celular é a rapidez e eficiência com que digitam suas mensagens. Fico impressionadíssimo. Eu digito bem e rápido, sem olhar para o teclado, mas fiz curso nas antigas máquinas de escrever, daí a habilidade, mas esses jovens nem sabem o que foi o sistema qwerty, e ainda assim, digitam sem parar. Embora com medo de perder o encanto com coisas naturais; o dia de ar puro, a noite de lua e estrelas que cintilam, não pretendo desistir, vou comprar um celular mais acanhado, daqueles que a gente fala, recebe mensagens e que tenha wathsapp, só isso. E então vou sair digitando feito um maluco, o dia todo, a noite inteira, até aprender. Me aguardem!


ANDRÉ LUIZ ALVEZ
Publicitário, escritor e ator de teatro
Acido13@gmail.com


Nota: O sapato está me servindo.

Pensamento do dia

Antigamente o homem era o caçador e a mulher a sua presa
Atualmente a mulher é a isca o homem o seu fisgado
Bom início de semana para todos e todas.

A arte mecanizada

A arte mecanizada

Toda a poesia será castigada?
Perguntou o poeta ao suicida!
***
Oh cidade claustrofóbica!
Por quê?
Mil vezes por quê?
Deixaste-me aqui sozinho, para morrer?
***
Oh palavras disléxicas que se repetem!
E se repetem, sem fim!
Sem parar...
Na minha mente
***
Sonho mecanizado!
Do mundo diluído nas telas das TVs!
Cidade cinzenta!
Deserto árido!
Um mundo em concreto armado!
Habitados de mentes vazias...
Vidas estéreis
Vidas áridas  
***
Um sonho mecanizado...
Em Meca-nografia digital!
Textos tabulados!
Dados tabulados, em um mundo binário!
Interligados por um oceano de fibra óptica.
Um emaranhado de filamentos extremamente finos
Flexíveis...
Vidros ultrapuro!
***
Toda a arte será castigada?
Mecanizada!
Digitalizada!
Multiplicada!
Diluídas nas telas das TVs?
Imagens e High-Definition
***
Pois toda a arte será castigada!
Massificada!
Industrializada!
Vulgarizada!
Em um sonho mecanizado
Uma arte vazia!
Cinzenta!
Planificada!
***
Pois toda a arte será mecanizada!
Toda a arte será massificada!
Mundializada
Plastificada
E diluída nas ondas dos rádios!
Digitalizada e compartilhadas via
 Telas de computadores
Computadores Miniaturizados

Vulgarizados

***
Toda a poesia será castigada?
Perguntou o poeta ao suicida!
Samuel da Costa

sábado, 13 de setembro de 2014

Azul cristalino

Poema de Gratidão
por Delasnieve Daspet

Como a brisa, venho de longe...
Nas  tardes, auroras, e noites
Repletas de encantamento,
Falo  em ternura ao rumor do vento,
Busco refugio nos arvoredos
E, em versos, eu  agradeço!
.
Agradeço
As flores, poemas, frases,
Tantas e tantas mensagens,
Bolos, telefonemas, sorrisos,
Aperto de mão, festa surpresa,
Reuniões, de trabalhos, com crianças,
Tudo num dia só...
.
E, no Pazear,
O Mundo, Florescerá!
.
Agradeço à  Deus  Pai e Filho
Agradeço a minha familia,
e a ventura de estar com cada um de voces
na  festa do meu nascimento!
.
Porque, cada dia eu renasço,
Para a vida e a eternidade,
Carregando, dentro de mim,
A semente da Felicidade!
.
A cada um, indistintamente,  
Uma gota imensa, do meu carinho!
13 de setembro de 2014 - aos maravilhosos 64 anos.
00,37hs -  Campo Grande-MS