terça-feira, 27 de junho de 2017

Pedradas do PedroKA - Não entendi

- O Migué elogiando o corpo do Joesley Safadão; Com toda aquela fartura em casa será que enjoou. A carne é fraca mesmo.

- O vereador Godoy me afirmou e tenho testemunha de seus desencantos com a administração Magno Bollmann. O assunto partiu dele. Agora li em a Gazeta ele rasgando elogios a atual administração. 

- Então a Dilma foi cassada pro Pedaladas Fiscais, pura manobra contábil no orçamento. Temer é acusado de chefe de quadrilha, corrupção, bandido e ainda diz que ninguém vai mexer com ele. Tá podendo.

- Quero ver os deputados candidatos a reeleição votarem pela absolvição de Temer. Vai ser preciso muita coragem ou muita propina.

ZOOM SOCIAL - por Pedro Alberto Skiba - 27-06-2017

                             Belas mães, lindos filhos

"Deus nos concede os filhos para por a prova nossa capacidade de amar o outro, mais que a nós mesmos.”

     

             Da série: Andressa Araújo e Itálo Sauki com estilo

DIENERFEST
No sábado, 24, São Bento do Sul recebeu membros da tradicional família Diener, para mais um encontro familiar, o 7º. realizado na Sociedade Ginástica e Desportiva São Bento. Foi um dia de muita confraternização, abraços, lembranças, comes e bebes.
   Um grupo de mulheres da família
         Pedro Ivo Diener oferecendo flores para a mais idosa da família,  "tia"Brunilde
    Marlene Diener Pinow com a filha Deborah
 Os integrantes da família na foto oficial
Deborah Diener Scorza, 




Anissa Marie Cunha é eleita a Miss Itajaí 2017

Na noite do dia 22 de Junho, aconteceu a cerimônia que elegeu a Miss Itajaí 2017, no auditório do Centreventos da cidade. A vencedora do título foi a estudante de estética, Anissa Marie Cunha, de 22 anos, que disputou com mais seis candidatas. A eleita pelo júri será a representante da cidade no Miss Santa Catarina, que está marcado para o dia 8 de julho também no Centreventos. O Miss Itajaí foi uma realização da XS Excess Comunicação & Eventos e contou com o apoio da Secretaria Municipal de Turismo e de empresas renomadas da região 
Danny Reis (coordenadora regional). Missa Itajaí 2017 e o coordenador do Concurso Estadual Túlio Cordeiro


.    A bela Anissa Marie Cunha - Miss Itajaí2017

Notável
Pessoa educada e de fino trato é como se pode definir o homenageado da semana. Marcos Schumacher, empresário do comércio, soube suceder e fazer seus sucessores. A loja que leva seu sobrenome foi fundada por seu avô Carlos Klinger, em 1914. Depois passou para seu pai Erwin Schumacher, a quem Marcos sucedeu, e hoje ainda em atividade divide os negócios com seus filhos. É o estabelecimento comercial mais antigo da cidade e ainda em atividades mantendo a tradição inclusive das características do prédio. Marcos são-bentense de nascimento, fiel as suas origens, os que conhecem a história, contam que herdou também a maneira gentil, os hábitos simples e a confiança que seus antecessores depositavam nos clientes que atravessaram gerações e continuam fiéis. Ainda hoje se diz que dificilmente alguma casa em São Bento do Sul, não possua algo que foi comprado na Loja Schumacher, Um exemplo de dedicação, competência e ser humano,



Clique para ampliar

Aconteceu, dia 22, o encerramento da 30ª. edição da ExpoSuper - Feira de Produtos, Equipamentos e Serviços para Supermercados no Complexo Expoville, em Joinville. Na ocasião, a Associação Catarinense de Supermercados (Acats) promoveu a premiação das empresas vencedoras do Prêmio Mérito Acats ExpoSuper 2017. Para identificar os supermercados de pequeno, médio e grande porte mais admirados pelos consumidores, o Instituto Mapa promoveu mil entrevistas nas dez regiões do Estado. A pesquisa levou em consideração atendimento, preços e promoções, qualidade e variedade de produtos e a localização de lojas.
 O Germânia Supermercados foi agraciado com o Prêmio Mérito Acats ExpoSuper 2017 – Planalto Norte, na categoria Empresa de Grande Porte, recebido pelo dioretor presidente do grupo Mário César Pacheco.



 GENTE QUE É NOTÍCIA

   O penta-campeão Mundial de Futebol Ricardinho (Ricardo Luíz Pozzi Rodrigues) e a jornalista Linda Tomelin


                Uberto Araldi Leal, homenageado pela Podhiun (odontólogo), a mulher Patrícia e a filha Sofhia
Vivi Schultz, esteticista e Dudu Hable

Amira Haidar e  Augusto Cesar Allet Aguiar, no Novotel em Lisboa


Arte na Câmara

A Câmara de Vereadores de Rio Negrinho já conta com nova exposição das artistas plásticas da ARNAP - Associação Rio Negrinho de Artistas Plásticos . A exposição destaca as artistas Dolores Maria Tureck Vellasques e Astrid Lindroth.
O espaço é aberto à visitação das 07h30h às 11h30 e das 13 horas às 17h de segunda a quinta-feira, e das 07h30h às 11h30 e das 13horas às 16h30 na sexta-feira. A exposição dos quadros na Câmara, fomenta a divulgação da cultura local por parte do poder público e oportuniza a comunidade conhecer ainda mais sobre os artistas da cidade.



Reconhecimento profissional
A personal stylist Fernanda Delgobo é referência quando o assunto é consultoria de imagem. A profissional realizou cursos com especialistas da área, como Titta Aguiar, de São Paulo, e Juliana Bacelar, de Curitiba. Fernanda formou-se em Nova York no Image Resource Center of New York e é atualmente reconhecida como membro da Associação Internacional de Consultores de Imagem (AICI). Um sucesso!!! (foto: Ricardo Zanon) 



Renata Longaray é capa da nova Playboy

Com longa carreira jornalística, repórter do Domingão do Faustão será a estrela em destaque na edição de inverno da revista que completa 42 anos no Brasil
Linda, inteligente, simpática, independente e cheia de garra. Assim é a repórter Renata Longaray. Aos 28 anos, a bela gaúcha é unanimidade nas tardes de domingo, quando encanta os milhares de telespectadores do Domingão do Faustão, onde interage com a plateia e vai em busca de histórias diferentes rodando o Brasil para apresentar no palco.



Na festiva de posse do Rotary's

Na reunião realizada na última semana com a posse dos novos presidentes dos Clubes de Rotary em São Bento do Sul, algumas presenças de destaque

   Sirley Veronese e Edwin




    Elvino Wilsmann e Nelsi, ele que será empossado Governador do Distrito 4650 no próximo dia 1º

Keisy e Zilda Paitra
  Geroneia Wantowski e Luiz Grossl
 
 Marcos e Rosane Pras
        Rosangela e Mauro Bacsfalusi
   Dorival Dums e Clarice Terezinha

Profundo

Prezado Pedro,

- "Convido você, um seguro caminhante dos meandros

literários, a ouvir e sentir os embates do Racional e do

Emocional até, finalmente, autorizar seu intelecto rasgar 

paradigmas e navegar em saborosa  viagem fantástica. 

Boa leitura

abraços JDMurara"

Com esta dedicatória recebi o livro ANNIRYS o Fogo dos

Kaingangues, do autor que foi gerente do Banco do Bra-

sil em São Bento do Sul e hoje divide residência entre 

Rio Negrinho e Blumenau. Foi um agradável reencontro 

e prometo que vou navegar.




Campo Alegre se prepara para 14ª edição do Festival de 

Inverno.

A décima quarta edição do Festival de Inverno de Campo Alegre será nos dias 14 a 23 de julho de 2017, e reserva inúmeras atrações. São oficinas de artesanato e culinária, dança, música, feira do livro e muita gastronomia típica. Na programação, algumas novidades, como o Lançamento do prato NÓ DE CORDEIRO,  uma Sopa Rústica de Cordeiro, preparada com ingredientes coloniais de Campo Alegre, que será servido pelo Restaurante do Cláudio. É um prato desenvolvido especificamente para explorar a gastronomia da carne de ovelha no inverno. O festival ainda serve, através de entidades e associações, grelhado de cordeiro e demais pratos típicos da cidade. A data marcada para o lançamento é 14 de julho às 19h. Todos os pratos serão servidos durante os dias 14,15 e 16 de julho.

Marília Scheffer, secretaria de Turismo de Campo Alegre coordena as equipes




>>III Feira de Arte e Cultura/Feira de Inverno 

A Casa da Cultura Polônia Brasil abriu inscrições para a sua "VIII Feira de Arte e Cultura”, que acontecerá dia 9 de julho, das 9 às 15 horas, no endereço da Rua Ébano Pereira, 502 – Centro, em Curitiba. Telefone de contato, (41) 99948-1842 (de segunda a sexta-feira, das 14 às 17 horas). A taxa de participação é de R$ 50,00, e cada mesa é disponibilizada somente para 1 participante. As vagas são limitadas. Os associados da Casa da Cultura Polônia Brasil que queiram participar ficarão isentos da taxa de participação.

>> Maior feijoada – A maior feijoada do Brasil – segundo os organizadores - será servida em Prudentópolis, na região central do Paraná, durante FENAFEP-Festa Nacional do Feijão Preto, no mês de agosto. A realização da festa coincide com o aniversário do Município, festejado em 12 de agosto.A maior feijoada do Brasil será o prato principal da 8a edição da Festa Nacional do Feijão Preto, que acontecerá no Centro de Eventos Terra das Cachoeiras, no município de Prudentópolis. 

>> Festival de Fondue  - Como já de costume , o Restaurante Panorâmico do Hotel Tannenhof, em Joinville (SC), realiza mais uma edição do “Festival de Inverno”. São as Noites de Fondue, todas as noites menos às quintas feiras e domingos. Fondue de queijo, carnes e chocolate são as opções. Nas noites de quinta feira, é a vez do Bufê de Sopas & Cremes, muito apropriado para as noites frias do inverno. Pode-se ver todos os detalhes no site www.tannenhof.com.br ou ligar para (47) 3145-6700.



"Quando você pensa que sabe todas as respostas, vem a vida e muda todas as perguntas
(Luís Fernando Veríssimo)



domingo, 25 de junho de 2017

Pedradas do PedroKA

- Quem lembra de um antigo personagem de um programa de humor do rádio brasileiro. Claro que só pode ser um jurássico como eu. Mas, quem me fez lembrar dele foi o letrado presidente BURRALDO ASNEIRA Temer. Depois o Lula que é ignorante.

- Aliás na pesquisa de popularidade Temer quase empatou com a margem de erro. Pode? Nunca na história deste País...

- Quem recebe bandido às 22:00 em casa e fica conversando, é o que e trata do que?

sexta-feira, 23 de junho de 2017

As artistas Dolores Maria Tureck Vellasques e Astrid Lindroth expõem suas artes na Câmara Municipal


 
.
A Câmara de Vereadores de Rio Negrinho já conta com nova exposição das artistas plásticas da ARNAP - Associação Rio Negrinho de Artistas Plásticos . A exposição destaca as artistas Dolores Maria Tureck Vellasques e Astrid Lindroth.
O espaço é aberto à visitação das 07h30h às 11h30 e das 13 horas às 17h de segunda a quinta-feira, e das 07h30h às 11h30 e das 13horas às 16h30 na sexta-feira. A exposição dos quadros na Câmara, fomenta a divulgação da cultura local por parte do poder público e oportuniza a comunidade conhecer ainda mais sobre os artistas de nossa cidade. Com Quadros, Pinturas a óleo ou acrílico sobre tela a artistas da ARNAP Associação Rio Negrinho de Artistas Plásticos fazem a decoração do Plenário Rodolfo Jablonski, onde algumas dessas artes estão expostas e serão enaltecidas durante as Sessões Ordinárias e outros eventos na sede da Câmara Municipal. 
 
Dolores Maria Tureck Vellasques tem o gosto pelo desenho desde a infância, foi o passaporte para as Artes Plásticas até os dias atuais, tendo como referências temáticas as fontes inspiradoras do momento. Sócia da ARNAP desde 2010, participando ativamente em todas as Exposições e Trabalhos desta Associação, nesta belíssima arte que eleva o nome do Município além das fronteiras.
 
A artista Astrid Lindroth nasceu em Corupá /SC no ano de 1951. Seu primeiro curso desta arte foi na década de 70, onde cursou a EMBAP (Escola de Música e Pintura - Belas Artes do Pr.).
1975 a 2015 participou mais de 150 exposições de arte no sul do Brasil, desde o Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro e Alemanha.  
Desde 1975 Astrid desenvolveu o desenho artístico, grafite, lápis de cor, carvão, aquarela, principalmente o Bico de Pena, pontilhismo preto e branco, colorido e outras técnicas como escultura, gravura, xilogravura, serigrafia, etc. Também desde 1975 introduziu em seu trabalho o estilo surrealista, abordando temas: o meio ambiente, o ser humano, críticas sociais, etc. Artista Plástica, Professora de desenho, atua desde 1975 em muitas áreas culturais, em Joinville, Rio Negrinho e região, foi Diretora Cultural da FMC, participou do Conselho de Cultura, e muitos outros segmentos culturais.
Atua também em diversos segmentos da cultura como em Literatura, Artesanato e outros. Participa da Academia PARANOCATARINENSE de Letras nomeada com a cadeira27. A artista plástica de Rio Negrinho Astrid Lindroth recebeu recentemente uma placa de homenagem pelos 40 anos de Arte, desenhos, ilustrada com sua exposição no centro cultural, Pontilhando Marcas.









Corromper e delatar: o melhor negócio



Há crimes que se pode praticar só: matar, roubar, furtar etc. Não há como delatar outros e sair sorrindo. Ainda, devolver apenas parte de coisa, da "res furtiva", ficando com o lucro.

Já no crime de corrupção, há dois polos do ato criminoso: ativo, o corruptor, e passivo, o corrompido.

Corrompidos são agentes e servidores públicos, políticos em geral, segundo as últimas e tristes notícias que consomem os noticiários  de nosso País. Corruptor pode ser qualquer um, até mesmo mediante um bombom. Mas as corrupções mínimas não estremecem o País, embora sejam eticamente reprováveis. O que fez de nossa sociedade uma baixada pantanosa e desesperadora foi a corrupção alta, de grandes valores, milionários e bilionários, que extraíram, como o faz qualquer ladrão, dinheiro da saúde, da educação, da justiça, do desenvolvimento que gera postos de trabalho. Nosso superior, embora não o único, perdoem-me os donos das miraculosas soluções teóricas, econômicas e sociais, problema, é a corrupção altíssima e devastadora. Daí nosso estado atual.

Sob miragem da operação "mãos limpas" da Itália, que, ao fim e ao cabo, redundou num retumbante fracasso, com a volta dos Berlusconi da vida, com a corrupção, inclusive, entremeada com o Banco do Vaticano, o Brasil promulgou uma lei que deve ser profundamente rediscutida: a lei que premia delatores, a pior espécie dos caráteres humanos, os traidores de seus antigos parceiros, sejam da legalidade ou da ilegalidade. Não há no mundo paradigmas mais repugnantes do que Judas Iscariotes ou Joaquim Silvério dos Reis.

Há delinquentes que são, pelo menos, homens que se dispõem a pagar por seus crimes, com coragem, até o final de suas vidas. Há até mesmo os que, em determinado momento da vida delitiva, desejam ser apenados. Testemunhamos fatos dessa natureza em mais de 40 anos de exercício ininterrupto da advocacia.

Pois bem, apenas para exemplificar: essa lei (n. 12.850/2013) permite que uma organização criminosa como a JBS, em atuação no Brasil, por seus diretores máximos, embalados em conluio com um governo sem um mínimo brio, que todos desejamos esquecer e riscar do mapa político, pratique crimes de corrupção na ordem de 10 bilhões de reais, o que significa que sangraram os cofres públicos em cerca do décuplo; e, no acordo celebrado com a Chefia do Ministério Público e homologado, só nas suas formalidades externas, pelo Supremo Tribunal Federal, tenham reembolsado os cofres públicos em meros trezentos milhões, uma gorjeta diante da magnitude do crime.

Indaga-se: haverá melhor negócio? Corrompo. Se descoberta a manobra repugnante, delato. Nem sequer sou denunciado, como não o foram os diretores da J & F, principais autores dos crimes. Quer isso dizer que nem sequer serei processado, apenas se for pilhado numa mentira demonstrável por si mesma, por uma contradição íntima. Voarei como um passarinho, depois de haver lesionado gravemente meus compatriotas, até pousar numa régia cobertura na Quinta Avenida.

Ah, é um meio de prova. Talvez (dependente de corroboração), e de impunidade. Só uma das partes delinquentes é punida, o corrompido. E, tratando-se de altas autoridades políticas, no torvelinho de múltiplas marchas e contramarchas. Na verdade, a delação premiada é a confissão da inépcia da polícia, confortada na confissão de um delator. E o Brasil, hoje, é o País que mais recorre à delação premiada no mundo. Há países em que ela causa nojo e asco, e o delator é convidado à morte.
  
Amadeu Roberto Garrido de Paulaé Advogado e sócio do Escritório Garrido de Paula Advogados.

Esse texto está livre para publicação. Se precisar de  mais informações ou quiser agendar uma entrevista com Amadeu Garrido de Paula entre em contato na  De León Comunicações, nos telefones (11) 5017-7604// 99655-2340 ou e-mail bruna@deleon.com.br. 

quinta-feira, 22 de junho de 2017

Delação premiada, movimento de um réptil repugnante



Delatores, os piores e mais repugnantes arquétipos. Por óbvio, suas psiques derretem, na medida em que deduram seus comparsas. Nos meios criminosos, não são tolerados os delatores, traidores. Para confortar minimamente tais amebas humanas, o STF passou a chamá-los de "colaboradores". Colaboradores de um Estado que devastaram, com suas propinas milionárias e suas vantagens bilionárias. Como consequência, o brasileiro desprovido de saúde, educação, segurança, emprego etc.

A figura repugna porque seu coração não dialoga nem mesmo com os parceiros do crime. No enfrentamento da ditadura militar, raros entregavam seus companheiros, sob o "pau-de-arara" e a "cadeira de dragão". Morriam com seus segredos, a exemplo de Wladimir Herzog, Alexandre Vanucchi Leme e outros. Não havia espécie para os Judas e Silvério dos Reis.

As leis são punitivas ou premiais. As primeiras impõem um sofrimento. As segundas dão um presente, para que o cidadão faça algo desejado pelo Estado. As delações usam estas últimas. Em troca de impunidade, quase absoluta, o governo brasileiro, nesta quadra de tristeza, as distribui a mancheias. A lei de delação premiada, de 2013, se inspirou em algo semelhante italiano, na "operação mãos limpas"; que, sob o amplo espectro histórico, rendeu muito pouco, pois não demorou o retorno dos Berlusconi, de muitas coligações criminosas e corrupções, inclusive com o Banco do Vaticano, como bem o sabe o glorioso papa Francisco.

Talvez a delação, até mesmo, estimule a corrupção. Se for pego, o empresário corrupto delata. E o político corrompido tem foro privilegiado etc. Não raro, vê-se bom resultado entre o custo e os altos benefícios, vale o risco, que proporcionam uma vida no patamar da Revista Caras. Mulheres envelhecidas ficam pelo caminho. O glamour é o norte dessa bússola vital da politicagem. O sentimento social, político, vital à vida humana, povoa muitas frontes, mas a maioria se investe nos costumes da antiga bandalheira.

A delação premiada é um meio de prova, não uma prova. Leva à verificação do fato, não o demonstra. Depende de corroborações instrutórias e processuais. Só, de nada vale. Logo, é de se indagar se vale a pena. O Ministério Público celebra um contrato, nos moldes do direito civil, um ato juridicamente perfeito, com os salafrários. O Estado, assim, desce da dignidade aonde foi elevado por Rousseau, Hobes, Locke, Montesquieu, para tratar com o mais degradado segmento do povo. Precisamente aquele bicho roedor de suas fundações.

Veremos até que ponto, no Brasil, esse procedimento, já empregado na dianteira da história mundial, efetivamente contribuirá à limpeza do terreno de nossa nação, sem a qual ela sempre patinará no lodo, como o fez até agora, em suas tentativas de galgar a montanha, tal qual no conhecido mito de Sísifo. A cada subida, uma escorregadela na lama e a volta ao ponto de partida, um mundo do absurdo das literaturas mais impressionistas. E, com efeito, sem debelar a corrupção, nosso mal maior, as propaladas reformas não passarão de tentativas e arremedos.

Note-se o paradoxo. Hoje o STF debate o tema. Ministros lembraram o dispositivo que não permite a delação aos chefes das organizações criminosas. Os irmãos Batista foram beneficiados. Ministro da envergadura e experiência do decano Celso de Mello sustenta que não se pode, "a priori", dizer que os irmãos eram os chefes da j&F e do esquema JBS. Por consequência, não serão sequer denunciados, depois do maior golpe, do maior assalto ao trem pagador perpetrado no Brasil, e homiziar-se numa cobertura de Nova York. Ora, Ministro, até as pedras sabem que são os chefes. Ou haverá um poderoso e desconhecido chefão? Ainda hoje os demais Ministros estarão confirmando a legalidade da delação dos manos e os levando ao paraíso.

De equívocos sobre equívocos caminhamos aos tropeços. Como se sabe, em todos os níveis e poderes. Quando até mesmo o direito e seus sólidos princípios fundantes sofre um processo de derretimento, há que refazer tudo. O homem é capaz. O brasileiro é capaz. Das cinzas nasce a fênix, é a grande força humana no processo civilizatório.

Amadeu Roberto Garrido de Paulaé Advogado e sócio do Escritório Garrido de Paula Advogados.

Esse texto está livre para publicação. Se precisar de  mais informações ou quiser agendar uma entrevista com Amadeu Garrido de Paula entre em contato na  De León Comunicações, nos telefones (11) 5017-7604// 99655-2340 ou e-mail bruna@deleon.com.br. 

Pedradas do PedroKA - Paladar refinado

- Não dá mesmo para acreditar que o Brasil tem jeito. Diante da crise que afeta hospitais, que falta gasolina para ambulâncias, das denúncias de corrupção,  o Tribunal de Justiça de Santa Catarina lança licitação para comprar café GOURMET, o mais caro, na qual irá gastar mais de R$ 1,3 milhão. Diante do assunto ganhar divulgação, justificam que outros cafés, aqueles que nós mortais consumimos, contém misturas de milho e outros produtos. Gostaria de saber se estes mesmos juízes e servidores nas suas casas consomem café Gourmet? Conheço gente que toma Cevada por que é mais barato.

- O médico estuprador, bandido, fugitivo Roger Abdelmassif que foi condenado a mais de 280 anos de prisão, cuja pena foi reduzida para 180 anos, após cumprir dois anos e dez meses, já está desfrutando de seu belo apartamento em região nobre de São Paulo. É mesmo uma palhaçada e cuspir na cara dos brasileiros. Foram buscar o vagabundo que estava no Paraguai para que ele não precisasse pagar as passagem . Só pode.